PERDÔO-TE POR ME TRAÍRES

Perdôo-te por atirares o meu destino com tanta desatenção e falta de dignidade.Perdôo-te por ser menos que um inseto e por rastejar tão baixo de tua alma.Perdôo-te por não usar todo o conhecimento que tivestes e desaprender tudo que sabias.Perdôo-te por ver tão pouco o que habita em ti.Oh!Maldita cegueira!Perdôo-te por perder as asas tão rapidamente e cair onde a vida não faz sentido porque você já perdeu o sentido.Perdôo-te por ter dito a palavra confiança quando não sabes a diferença entre um um verme e um lobo.Perdôo-te pela sua pequena democracia no final do dia, pela máscara impura de cavalheiro, pelo coração curto.Perdôo-te por esvaziares a verdade.Sim, perdôo-te por me traíres, amigo.


Karla Bardanza

0 comentários:

Postar um comentário

Pode falar agora!