EU ME COMEÇO


Esqueci a minha alma na tua alma enquanto sentia todas as coisas simples.Essas coisas que parecem não existir.Sai da casca, olhando as árvores, caçando o que sempre me fazia falta.Não sabia se estaria incluída no rastro das gaivotas ou nas penas dos passarinhos. Tentei os desvios, os navios perdidos no fundo do mar e todas as passagens para um pouco mais das surpresas.Eu me sentia abençoada pelas aranhas, pelas baleias, por tudo que havia escrito.

Não há vontade de voltar.Estou comprometida com as joaninhas e os escaravelhos.Eu me começo por onde já fui.Não chores: eu já parti.


Karla Bardanza

0 comentários:

Postar um comentário

Pode falar agora!